Poesia

03:00 Da Manhã

São 3h da manhã…
E eu podia ligar-te;
Contar-te todos os meus segredos;
Falar-te de todos os meus medos;
Relembrar-te dos sentimentos.

São 3h da manhã…
E eu estou acordada a pensar em ti
Quando já não há mais nada em que pensar
Mas ainda assim, insisto e persisto
embrulhada no frio e na escuridão

São 3h da manhã…
As lágrimas escorrem-me frias pelo rosto,
deixando um rasto brilhante.
E a tristeza que da alma padece
é o brilho que dela desaparece.

São 3h da manhã…
Quando me vem o teu sorriso à mente;
Quando volto a ver o brilho dos teus olhos;
Quando me lembro do som da tua voz a dizer o meu nome;
Quando as saudades se fazem sentir.

São 3h da manhã…
E eu podia ter-te
ou contar-te como me sinto.
Mas minto se disser que estava melhor contigo,
apesar do que sinto.

São 3h da manhã…
E eu não te deixei de te amar,
nem nunca irei deixar de gostar.
Pois tudo o que passamos,
não dá para apagar.

Por: Carolina Pinto (Escritora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.