Estudos

Repetição de ano

Sobre o dilema de fazer melhoria de nota gostaria de dar-vos a minha perspetiva e contar a minha breve história.

No 8.º ano eu repeti de ano numa altura em que se dizia que quem chumbava um ano no futuro não ia conseguir um emprego bom. Contudo, as coisas não são bem assim, haverá sempre pessoas que te julgarão pela decisão, mas isso não deve preocupar-te, pois, o que importa é conseguires alcançar os teus objetivos no teu tempo.

E no 10.º, ano em que também fiz melhoria, pois a minha nota estava baixa para entrar na universidade que eu queria. Após repeti-lo, consegui subir imenso as notas e superar várias dúvidas que tinha, ganhando assim muitas bases para os anos seguintes. Mas mesmo que não saibas o curso/universidade que gostarias de entrar, se julgares que a tua média não está boa e gostarias de melhorar, arrisca!

Durante este processo não faltaram pessoas que criticavam/julgavam-me, porém o que importa é que consegui atingir os mesmos desejos e aproximar-me do meu objetivo para a universidade. Há uma dualidade em arriscar e decidir repetir o ano, isto por vezes pode ser bom ou mau. Porém, às vezes é necessário dar um passo atrás para dar dois passos em frente, tomando que os frutos desta decisão podem ser bastante recompensadores.

Por: Diana Figueiredo (Criadora de conteúdo e aluna do secundário em Ciências e Tecnologias)


Obra por: Luísa Barros Amaral – @luisabarrosamaral – (Licenciada e Mestre em Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, que no seu percurso criou inúmeras obras que se destacaram e estiveram expostas em espaço público e coleções particulares.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.